Atendimento adulto, adolescente e casais

Mestrado em Psicologia do Desenvolvimento Humano e Saúde

Universidade de Brasília (UnB). 

Pesquisadora visitante no Centro de Psicologia Cultural na

Universidade de Aalborg, na Dinamarca

 

Graduada em Psicologia

Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio).

Intercâmbio acadêmico na Universidade de Hanyang, na Coreia do Sul.

Graduada em Engenharia Civil

Universidade Estadual de Maringá (UEM).

Estágio pela International Association for the Exchange of Students for Technical Experience (IAESTE) na Suíça.

Atuou como engenheira estrutural na Inglaterra e Austrália.

Demandas especializadas:

Transtorno de Ansiedade; 
Ataque de Pânico; 

Instabilidade de humor

Fobias;

Identidade de gênero

A história por trás da Árya e da Marcia Rizzo

Engenharia Civil ou Psicologia? Esse foi o embate que enfrentei quando jovem ao escolher qual curso estudaria. Optei pela segurança que vislumbrava ao seguir a carreira da minha mãe, professora no curso de Engenharia Civil, e acabei escolhendo essa opção.

 

Daí em diante tudo aconteceu conforme o roteiro: fui aprovada no vestibular, curso concluído, estágio profissional no Brasil e na Suíça, emprego como engenheira estrutural na Inglaterra e depois na Austrália, enfim, tudo ia muito bem aos olhos do mundo. No entanto, eu sabia que algo não estava bem. A carreira como engenheira, o ótimo salário, a tal segurança e a vida no exterior não faziam sentido. Tinha algo muito errado.

 

Diante dessa situação, começaram a urgir questionamentos profundos sobre o que, de fato, fazia sentido para mim, o que acabou tendo um impacto substancial na minha vida. Cheia de medos, decidi voltar ao Brasil e busquei a psicoterapia para me ajudar nessa reflexão, enquanto conhecia mais sobre a Psicologia e suas vertentes. Então, já com a ideia mais amadurecida, iniciei o curso de Psicologia na PUC-Rio. 

 

Desde o momento de grande angústia e ansiedade quando questionei minhas escolhas profissionais, sempre busquei apoio na psicoterapia para me ajudar a passar por esses e outros momentos difíceis. Com essa experiência, o interesse em ser psicóloga começou a ganhar cada vez mais sentido, o que ficou evidente durante o estágio profissional na PUC-Rio e no Instituto de Psiquiatria da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

 

Ao concluir a graduação, mudei-me para a capital federal e fiz mestrado em Psicologia do Desenvolvimento Humano e Saúde na Universidade de Brasília. Ao final desta fase de formação intensa, senti que estava preparada para inaugurar a Ágora Psique, um espaço pautado na ética, responsabilidade e atenção ao paciente em um lugar seguro e acolhedor.

 

 Se você acredita que é possível mudar e compartilha dos mesmos valores, agende uma sessão. Estarei junto contigo nesta caminhada. 

 

Marcia Rizzo